Conheça os indicadores de qualidade em laboratórios

Publicado em em

Conheça os indicadores de qualidade em laboratórios

Diante de um mercado cada vez mais competitivo, contar com um planejamento estratégico no laboratório é fundamental para direcionar ações e focar investimentos, visando obter os melhores resultados para o negócio, sejam eles financeiros, de qualidade e/ou satisfação do cliente.

O acompanhamento de Indicadores Laboratoriais permite que o gestor tenha sempre em mãos dados reais que o apoiem nas tomadas de decisão.

O ponto de partida para a escolha dos seus indicadores é saber se você tem as informações de forma estruturada e se consegue obtê-las de forma fácil e visual, uma vez que é necessário analisá-las periodicamente e eventualmente aprimorar a consulta para ter acesso a informações mais detalhadas. Veja alguns exemplos básicos de indicadores que oferecem uma visão da realidade do laboratório.

Indicadores de produção –  Avaliam a capacidade produtiva do laboratório, oferecendo subsídio para adequação de horário e carga de trabalho, reduzindo a capacidade ociosa e horas extras. Ex.: Quantidade de exames dia/mês/ano; Exames mais pedidos; Produtividade de cada funcionário; Quantidade de exames terceirizados.

Indicadores financeiros – Oferecem uma visão clara da movimentação financeira do laboratório, permitindo que o gestor fique atento às variações sazonais, assim como aos efeitos de campanhas de marketing. Ex.: Ticket médio por exame; Quais os convênios mais rentáveis; Total de desconto concedido; Quem está concedendo mais descontos; Inadimplência; Quais são os exames mais representativos no faturamento.

Indicadores de auditoria – Auxiliam no acompanhamento de processos delicados e que normalmente passam desapercebidos. Ex.: Quantidade de exames que estão sem resultado há mais de 30 dias; Alterações de convênio na requisição do paciente; Quantidade de erros de cadastro de exames.

Indicadores de evolução – Demonstram a evolução do laboratório, ao longo do tempo, oferecendo uma ampla visão do negócio baseado em dados históricos, que podem ser utilizados para simular cenários e prever resultados futuros com mais precisão. Ex.: Comparativo de Faturamento mês a mês dos últimos 3 anos, Evolução da inadimplência ao longo do ano, Comparativo do Ticket Médio Mensal dos últimos 3 anos.

Monitorar essas informações regularmente é um trabalho hercúleo se a coleta dos dados for realizada de forma manual ou obtida através de relatórios impressos. O laboratório precisa contar com soluções tecnológicas que ofereçam essas informações de forma rápida e clara, dando suporte ao gestor do laboratório.

Fonte: Labnetwork

Compartilhe